Verdes Verdades <body oncontextmenu="return false" onkeydown="return false">

10 dezembro, 2006

Clarice e Cássia


"Escrever é procurar entender,
é procurar reproduzir o irreproduzível,
é sentir até o último fim o sentimento

que permaneceria apenas vago e sufocador.
Escrever é também abençoar uma vida
que não foi abençoada."
Clarice Lispector






Clarice Lispector nasceu em 10 de dezembro de 1920, em Tchetchelnik, na Ucrânia, com o nome de Haia Lispector, terceira filha de Pinkouss e de Mania Lispector. Seu nascimento ocorre durante a viagem de emigração da família em direção à América. Em 1922 chegam em Maceió, Brasil. Passam por Recife e em 1934 chegam ao Rio de Janeiro.

"Antes dos sete anos eu já fabulava e já inventava histórias. Por exemplo, inventei uma história que não acabava nunca, é muito complicado explicar esta história. Quando eu comecei a ler e a escrever, eu comecei a escrever também pequenas histórias."

"Eu misturei tudo, eu lia livro, romance para mocinha, livro cor de rosa, misturado com Dostoievski, eu escolhia os livros pelos títulos e não por autores, porque eu não tinha conhecimento...fui ler aos 13 anos Herman Hesse, tomei um choque: O Lobo da Estepe. Aí comecei a escrever um conto que não acabava nunca mais. Terminei rasgando e jogando fora."

Apartir dos 20 anos começa a escrever contos para duas revistas. Com 22, já lia muito Drummond, Cecília Meireles, Fernando Pessoa e Manuel Bandeira. Realiza cursos de antropologia brasileira e psicologia, na Casa do Estudante do Brasil. Nesse ano, escreve seu primeiro romance, "Perto do coração selvagem".

"Tenho várias caras. Uma é quase bonita, outra é quase feia. Sou um o quê? Um quase tudo".


Em 1943 casa-se com o colega de faculdade Maury Gurgel Valente e termina o curso de Direito. Seu marido, por concurso, ingressa na carreira diplomática o que faz eles morarem em outros lugares tanto dentro do Brasil quanto fora. Com Maury ela teve dois filhos.



Pintura de Clarice
"O que me descontrai, por incrível que pareça, é pintar. Sem ser pintora de forma alguma, e sem aprender nenhuma técnica. Pinto tão mal que dá gosto e não mostro meus, entre aspas, quadros, a ninguém. É relaxante e ao mesmo tempo excitante mexer com cores e formas sem compromisso com coisa alguma. É a coisa mais pura que faço (...) Acho que o processo criador de um pintor e do escritor são da mesma fonte. O texto deve se exprimir através de imagens e as imagens são feitas de luz, cores, figuras, perspectivas, volumes, sensações."
Mais sobre
Clarice e suas obras.


Clarice morre, no Rio, no dia 9 de dezembro de 1977, um dia antes do seu 57° aniversário vitimada por uma súbita obstrução intestinal, de origem desconhecida que, depois, veio-se a saber, ter sido motivada por um adenocarcinoma de ovário irreversível. Um livro dela que me marcou foi "A Hora da Estrela", que depois foi transformado em filme.

*Este poste faz parte da blogagem coletiva convocada pelo Lino Resende.



Também no dia de hoje, só que 1962, nasceu no Rio de Janeiro a cantora Cássia Eller. Morava em Brasília quando começou a tocar violão aos 18 anos. Chegou a cantar opera e frevo e a tocar surdo em grupo de samba. Quando voltou ao Rio de Janeiro em 1990, foi contratada no mesmo ano pela Polygram. Seu primeiro disco Cássia Eller já mostrou que tinha vindo para ficar, incluiu regravações de "Rubens" (Premeditando o Breque), "Já deu pra sentir" (Itamar Assumpção), "Por Enquanto" (Legião Urbana) e um arranjo reggae para "Eleanor Rigby"(Beatles). Autêntica passeou por vários estilos e sempre com sucesso. Impôs-se por seu estilo enérgico de interpretação, principalmente em razão de seu timbre vocal de contralto -uma das mais marcantes vozes da nova MPB.

O seu CD/DVD acústico produzido pela MTV, para mim é o melhor que a emissora produziu. Ouço de cabo a rabo sem medo de ser feliz. Outra coincidência com Clarice, Cássia nasceu em dezembro e morreu no mesmo mês, no dia 29 de dezembro de 2001, aos 39 anos de idade. Deixou um filho,o Chicão. Ela faz falta! Uma vez fazendo um lanche no McDonalds, no Barrashopping, no Rio de Janeiro a encontrei. seu jeitão masculino chamava a atenção, parecia um rapazinho, mas deu para notar o quanto era tímida. Como Cazuza e Renato Russo, Cássia foi muito cedo! Mais Cássia. Hoje, tem um especial da Cássia no Multishow, a apresentação dela no último Rock in Rio, apartir das 22h.



Cássia cantando com Edson Cordeiro. Isso é Fantástico!!!




Esse clipe foi feito depois que Cássia morreu. Aparecem imagens da cantora em casa com o filho Chicão e de sua companheira Maria Eugênia, com quem vivia há muito tempo. Como o pai do Chicão morreu uma semana antes dele nascer, Maria Eugênia ficou com a guarda dele depois da morte da Cássia.


*Bom domingo a todos!

Publicado por Vera F. às 02:48  

7 comments |

Name:Vera Fróes
Location:Santa Maria, RS, Brazil

NÃO TENHO A INTENÇÃO DE SER A PORTA VOZ DE TODA VERDADE E SIM DA MINHA VERDADE. UMA OPINIÃO SOBRE TUDO QUE É NOTÍCIA.


Adicionar aos Favoritos BlogBlogs Pingar o BlogBlogs
Meu Outro Blog

CONTATO


MULHERES DE VERDADE

LINK ME



MURAL



ALA VERDE


VERDADE DAS NOTÍCIAS

  • Google News
  • Zero Hora
  • Jornal do Brasil
  • Folha de São Paulo
  • O Estadão
  • G1
  • Veja
  • Isto É
  • Época
  • Quem
  • IG
  • Terra
  • No Minimo


  • VERDADES POSTADAS

  • Mulheres
  • Feriado e saudades
  • Riquezas
  • Inter no Japão
  • O silêncio
  • A natureza
  • Brasil vencedor
  • Eu tô que tô!
  • Dia Mundial de Luta contra a AIDS
  • Final de novembro

  • VERDADES COMENTADAS

    VERDES AMIGOS

  • Celebrities
  • Hippos
  • Brincando com Palavras
  • Tricotando
  • Milton Toshiba
  • Grace Olsson
  • Luz de Luma
  • De Cara Pra Lua
  • Espelho Feminino
  • Palavras
  • Ordisi Raluz
  • Querido Leitor
  • Ramses Sec XXI
  • Distant Daily
  • Opiniaum
  • Blogue da Magui
  • Bloggente
  • Lino Resende
  • Blog do Cejunior
  • Aqui não, Genésio!!!
  • Marconi Leal
  • Panorama-Opinião&Literatura
  • Aliciante
  • Bala Perdida
  • Toda Menina
  • Beco dos Bytes
  • Minhas Trilhas
  • Antigas Ternuras
  • Bem Família
  • Luz de Luma
  • Pura Magia
  • Soppa de Letra
  • Quitanda do Chaves
  • Retrato em Branco e Preto
  • Transmimentos de Pensações
  • Devaneios e Desabafos
  • Prosa Eletrônica
  • As Letras
  • Pensiere e Parole
  • Lys no Labirinto
  • Cenas do Cotidiano
  • Alma Minha
  • Círculo
  • Amar-ela
  • Mãe e Muito Mais
  • Deica Logo 1008
  • Flávia Sereia
  • Muito Mais de Mim
  • Cozinha sem Medida
  • Fina Flor
  • Sheherazade
  • Blue Moon
  • Travessuras
  • Traço Livre
  • 100querer
  • Além dos Fatos
  • As Rosas Não Falam
  • Ninguém Merece
  • Maio, 26
  • Biscoito Fino
  • Spoiler
  • Um Sonho de Liberdade
  • Dy na Holanda
  • Brasileirinha
  • Profissão Repórter
  • Estranho Mundo
  • Blog da Fictícia
  • Mania de Mulher
  • Magia Gifs
  • Fada Azul
  • Carmel
  • Orkut

  • VISITANTES


       


    eXTReMe Tracker
    AWARDS

    Blog Destaque do Magia Gifs!

    Blog Destaque de Natal!
    VERDADES MADURAS

  • Maio 2005
  • Junho 2005
  • Julho 2005
  • Agosto 2005
  • Setembro 2005
  • Outubro 2005
  • Novembro 2005
  • Dezembro 2005
  • Janeiro 2006
  • Fevereiro 2006
  • Março 2006
  • Abril 2006
  • Maio 2006
  • Junho 2006
  • Julho 2006
  • Agosto 2006
  • Setembro 2006
  • Outubro 2006
  • Novembro 2006
  • Dezembro 2006
  • Janeiro 2007
  • Fevereiro 2007
  • Março 2007
  • Abril 2007
  • Maio 2007
  • Junho 2007
  • Julho 2007
  • Agosto 2007
  • Outubro 2007
  • Novembro 2007
  • Dezembro 2007
  • Janeiro 2008
  • Janeiro 2009

  • CRÉDITOS